Esporte | Fim dos moscas

Quinta-feira, 08 de Novembro de 2018

UFC opta pelo fim do peso-mosca em 2019, e encaminha Dillashaw x Cejudo para 26 de janeiro

Com a saída de Demetrious Johnson para o One Championship em troca de Ben Askren, o Ultimate optou por encerrar o peso-mosca (até 57kg) em 2019. O Combate.com apurou que a organização já está dispensando alguns atletas da divisão e negocia para ter TJ Dillashaw x Henry Cejudo no UFC 233, dia 26 de janeiro, no Anaheim (EUA), pelo cinturão do peso-galo (até 61kg) - que pertence a TJ- , com Cejudo, campeão dos moscas (até até 57kg), subindo de categoria. A reportagem também tomou conhecimento de que o UFC trabalha para ter Dominick Cruz x John Lineker na mesma data.

Dillashaw tem 16 vitórias e quatro derrotas na carreira e bateu seus últimos quatro oponentes. Ele recuperou o cinturão dos galos ao nocautear Cody Garbrandt no segundo assalto. Em agosto deste ano, em revanche, nocauteou no primeiro assalto. Seu último revés foi diante de Dominick Cruz por decisão dividida, em janeiro de 2016.

Com cartel e 13 triunfos e duas derrotas, Cejudo chocou o mundo em seu compromisso mais recente ao destronar Demetrious Johnson e faturar o cinturão do peso-mosca, acabando com o reinado mais dominante da história da companhia em agosto deste ano. Sem realizar nenhuma defesa de cinturão, o americano já terá a chance de conquistar o título de mais uma divisão.

A escolha de ter Cruz x Lineker no mesmo card é para o Ultimate se precaver caso Dillashaw ou Cejudo precisem deixar o confronto. O americano, que sofre com lesões há anos, não atua desde dezembro de 2016, quando perdeu o cinturão dos galos para Garbrandt por decisão unânime. Antes disso, ele estava em uma série de 13 resultados positivos seguidos. O brasileiro, por sua vez, vem de triunfos sobre Brian Kelleher e Marlon Vera, recuperando-se do revés diante do próprio Dillashaw em dezembro de 2016.

Combate

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

* Ao enviar o comentário você aceita os termos de uso do site.