Esporte | Brasileirão

Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019

Qualquer desculpa para o empate do São Paulo com o CSA é brincar com a cara do torcedor

Por mais imprevisível que seja o futebol (e ele sempre será), um time que almeja brigar pelo título do Campeonato Brasileiro não pode tropeçar contra uma equipe da zona do rebaixamento. Ainda mais o jogo sendo dentro de casa.

As vaias ao final de São Paulo 1x1 CSA, no Morumbi, pela 19ª rodada, portanto, são bem justas. O resultado fez o Tricolor cair para a sexta colocação e ficar a dez pontos do líder Flamengo. Embora Daniel Alves ainda confie na reação, o técnico Cuca é mais realista e entende que ficou difícil.

A frieza do placar estampada ao lado da tabela da competição já chamaria a atenção levando em consideração as realidades de São Paulo e CSA, dono do pior ataque da competição, com oito gols. Mas os números da partida aumentam o tamanho do tropeço do Tricolor no último domingo.

  • O São Paulo finalizou 30 vezes!
  • O CSA chutou apenas sete vezes a gol.
  • O São Paulo teve 10 chances reais!
  • O CSA, apenas duas.
  • O São Paulo levantou 32 bolas na área!
  • O CSA, apenas sete.

Além de todo esse volume do time comandado por Cuca, o São Paulo teve 59% de posse de bola. Só que, mais uma vez, não conseguiu ser efetivo, não conseguiu definir e fez o gol de empate em uma bola rebatida que Reinaldo, um dos melhores em campo, aproveitou na reta final do jogo.

Por tudo isso, não há desculpa para o empate – o Tricolor, aliás, ao lado do Corinthians é o time que mais termina em igualdade no Brasileiro (8). E se houver alguma é brincar com a cara do torcedor.

GE