Internacionais | Tempestade tropical

Quarta-feira, 19 de Junho de 2024

Primeira tempestade tropical da temporada de furacões se aproxima de EUA e México

Países emitiram alerta para regiões do sul do Texas e do nordeste mexicano à medida que formação chega à costa

A primeira tempestade tropical da temporada de furacões deste ano se aproxima de partes do sul do Texas e nordeste do México. Nesta terça-feira (18), um alerta entrou em vigor nas regiões à medida que a tempestade se forma no Golfo do México.

Meteorologistas da Universidade Estadual do Colorado (CSU) previram uma temporada de furacões no Atlântico “extremamente ativa” para este ano, devido às temperaturas quentes da superfície do mar e à menor intensidade de ventos para dispersar as tempestades no verão e no outono (no hemisfério norte).

O sistema que ameaça o sudoeste da Costa do Golfo dos Estados Unidos foi nomeado como Potencial Ciclone Tropical Um pelo Centro Nacional de Furacões dos EUA.

O Potencial Ciclone Tropical Um ainda não é exatamente uma tempestade tropical, mas espera-se que se torne e represente uma ameaça para as áreas em alerta nas próximas 48 horas.

O sistema atualmente em desenvolvimento se movimenta em direção à costa do México e os mexicanos devem sentir os efeitos na quarta-feira (19).

A expectativa é que o Potencial Ciclone Tropical Um se torne a Tempestade Tropical Alberto na quarta-feira (19), a 270 km a nordeste da costa mexicana, de acordo com as últimas previsões do Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) e do Serviço Meteorológico Nacional (SMN) do México. 

A tempestade avança na direção da costa mexicana com ventos de até 85 quilômetros por hora, segundo o Serviço Meteorológico do México.

A previsão é de chuvas torrenciais e aumento da ameaça de inundações, nos EUA e em partes do México e da América Central.

Potencial Ciclone Um ou Tempestade Alberto?

Embora o Potencial Ciclone Tropical Um já tenha ventos com velocidades de uma tempestade tropical, ele ainda não se tornou um ciclone tropical.

Isso de deve porque o sistema ainda não formou a circulação fechada necessária. Quando essa circulação fechada se formar, o sistema se tornará uma tempestade tropical (e portanto poderá ser chamado de ciclone tropical).

O Serviço Meteorológico do México indica que às 20h, no horário local, de quarta-feira (19), a Tempestade Tropical Alberto estará a apenas 60 km ao sul-sudeste da costa mexicana.

Ainda segundo informações do serviço meteorológico, o sistema tocará o solo mexicano como uma depressão tropical, ou seja, uma categoria menos intensa que uma tempestade tropical, por volta de 8h, no horário local, na quinta-feira (20).

Portanto, Alberto deverá chegar no México entre a noite de quarta (19) e a manhã de quinta-feira (20) no estado Tamaulipas.

A força do sistema será limitada pelo curto período de tempo sobre a água. Mas o fenômeno prevê vários dias de fortes chuvas em partes da América Central, no sul do México e na costa oeste do Golfo dos EUA.

As fortes chuvas já ocorriam na segunda-feira (17) em partes do México, Guatemala, Belize, El Salvador e Honduras, enquanto a formação se avançava à costa.

A chuva é desesperadamente necessária em partes do México e da América Central que estão secas após semanas de calor implacável. Mas, dia após dia, chuvas fortes irão rapidamente sobrecarregar os solos ressecados, incapazes de absorver a água tão rapidamente enquanto ela cai, resultando em inundações perigosas.

Um risco de inundação de nível 3 de 4 está em vigor na costa do Texas nesta terça-feira (18) e em grande parte do sul do Texas na quarta-feira (20).

CNN