Notícias da Região | Crime ambiental

Sexta-feira, 14 de Setembro de 2018

Paraná desmatou equivalente a 600 campos de futebol na Mata Atlântica

A Operação Nacional Mata Atlântica em Pé constatou 618 hectares de área desmatada no Paraná. O número equivale a mais de 600 campos de futebol e cerca de 1.500 metros cúbicos de volume de madeira apreendida no estado. Esta é a segunda fase da operação, que envolveu Ministérios Públicos e órgãos ambientais de 15 estados brasileiros, e foi realizada entre segunda (10) a quarta-feira (12).

De acordo com os dados locais, no Paraná foram fiscalizados 51 terrenos, nos municípios de Guarapuava, Prudentópolis, Inácio Martins e Pinhão. Foram emitidas 22 multas, que ultrapassaram R$ 2 milhões. Além disso, duas pessoas foram presas em flagrante no estado por crime ambiental.

A operação foi realizada com a ajuda de imagens de satélites. De acordo com a ONG SOS Mata Atlântica, o Paraná foi o estado que mais desmatou nos últimos 32 anos. Agora, conforme o Ministério Público do Paraná, vem a parte mais difícil, que é a recuperação ambiental. O processo deve levar no mínimo 30 anos para começar a trazer resultados.

Brasil

No âmbito nacional, foi confirmado o desmatamento de 2.890 hectares de mata. Ao todo, segundo dados do Ministério Público, foram apreendidos 5.089 metros cúbicos de madeira e emitidas multas de mais de R$ 12 milhões. Em quatro estados (São Paulo, Ceará, Goiás e Minas Gerais), a operação se estendeu por mais dois dias e só será encerrada na sexta-feira (14). Outros dois estados (Santa Catarina e Rio Grande do Sul), ainda não totalizaram os dados.

O bioma da Mata Atlântica está presente em 17 estados brasileiros e cobre (em sua extensão original) cerca de 13% do território nacional, onde vivem aproximadamente 140 milhões de pessoas, que dependem das múltiplas funções ambientais da Mata Atlântica. Restam apenas cerca de 10% da mata original. Apesar disso, continuam ocorrendo desmatamentos em toda a sua extensão.

Fonte: Massa News


COMPARTILHE

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

* Ao enviar o comentário você aceita os termos de uso do site.