Notícias da Região | Santa Helena

Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2021

Filha escuta gritos de socorro da mãe e aciona a Polícia Militar em Santa Helena

Por volta das 5h desta quarta-feira (13), a Polícia Militar de Santa Helena foi acionada para se deslocar até a Rua Vereador José Biesdorf, no bairro Vila Rica, onde de acordo com informações uma mulher estaria sendo agredida.

Ao chegar no endereço informado e identificar que havia a presença policial no local, foi ouvido um grito de socorro de uma voz feminina vindo de dentro da residência. Ao chegar no quarto de onde vinham os gritos foi possível ver um homem  de calção jeans e uma mulher nua, a qual se cobriu posteriormente com um lençol.

O homem recebeu voz de abordagem e em seguida foi algemado, a mulher foi ouvida e relatou que estaria grávida de 05 meses do indivíduo e também que no sábado dia 09 ela teria se separado do homem.

Ainda conforme o relato por volta das 04h55 o indivíduo teria ido até o endereço e ao ser atendido na porta, já agrediu a vítima com um tapa no rosto em seguida a levou para o quarto, querendo obriga-la a ter relações sexuais, tirando sua roupa a força e até mesmo tentando o ato sexual.

O homem foi questionado sobre os fatos e relatou que havia realmente se separado a poucos dias, que neste período descobriu situações de adultério por parte da mulher e que teria descoberto alguns vídeos íntimos dela com outros homens em um site pornográfico.

De acordo com o agressor, ele teria perdido o controle emocional por estar sob efeito de cocaína o qual diz ser usuário e ressalta que não queria manter uma relação sexual com a vítima, mas queria “apenas” bater nela.

A filha da vítima foi chamada e relatou que estava dormindo no momento em que o homem adentrou na residência e não viu os atos descritos por ambas as partes, mas ouviu os gritos de socorro da mãe.

Foi oferecido atendimento médico a vítima, o qual foi negado.

Diante dos fatos, os envolvidos foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil de Santa Helena para aos procedimentos cabíveis, sendo que foi mantido o uso da algema para manter a integridade física dos envolvidos.