Variedades | Bora treinar

Quarta-feira, 15 de Maio de 2019

15 expressões em latim para você aprender e bancar o espertinho

A gente sabe que bancar o sabe-tudo nunca é a melhor forma de demonstrar esperteza, até porque quem é inteligente mesmo não precisa gritar frases de Nietzsche aos quatro ventos. Por outro lado, há quem se divirta com isso e, quando o assunto vira brincadeira, não existe nada de errado, não é mesmo? A seguir, confira algumas frases em latim, para você utilizar em uma conversa qualquer e surpreender seus amigos:

1 – Auribus teneo lupum

Eis um provérbio que era bastante popular na Roma Antiga. A expressão “auribus teneo lupum” era usada quando a situação era insustentável, e particularmente quando fazer nada ou fazer alguma coisa para resolver um problema era igualmente arriscado. Bizarro, né? Ao pé da letra, “auribus teneo lupum” significa “segurando um lobo pelas orelhas”.

2 – Barba tenus sapientes

Uma prova prática de que os romanos antigos associavam barba à inteligência é a expressão acima, que era usada para se referir àquele “tão sábio quanto sua barba”. O julgamento era dado aos que pareciam espertos, mas que, na verdade, não eram lá grande coisa.

A expressão “barba non facit philosophum” era mais direta e dizia que “uma barba não faz filósofo”. Essa é boa! E ainda no campo da barbicha, temos “barba crescit caput nescit”, que significa “a barba cresce, mas a cabeça não fica mais sábia”.

3 – Brutum fulmen

Dizer “brutum fulmen” é o mesmo que dizer “raio sem sentido”, que é o que os romanos usavam quando queriam se referir a uma ameaça inofensiva ou vazia. Estranho.

4 – Caesar non supra grammaticos

Tudo começou quando o imperador Sigismundo de Luxemburgo usou a palavra latina “schisma”, que significa “cisma”, de maneira errada. No latim, a palavra não é do gênero feminino, mas Sigismundo a usou como se fosse e, quando foi corrigido, esbravejou que era imperador e que podia tudo.

Foi aí que um membro do conselho interveio e soltou um “Ceasar non supra grammaticos”, que nada mais é do que “O imperador não está acima da gramática”. A frase rapidamente se tornou um provérbio comumente usado em defesa da “boa gramática”. Se você é um chato que vive corrigindo todo mundo, eis aqui uma dica do que ler e aqui, do que ouvir.

5 – Carpe Noctem

Se “carpe diem” é “aproveite o dia”, “carpe noctem” é “aproveite a noite”. A sentença era usada para incentivar as pessoas a extraírem o melhor do seu tempo e, inclusive, a fazer algo bom à noite, depois de um dia produtivo.

6 – Carthago delenda est

A expressão era comumente usada entre 264 a.C. e 146 a.C., durante o período de guerra entre Roma e Cartago. A tradução seria algo como “Cartago deve ser destruída”. Hoje, há quem use a expressão para se referir a algo que precisa ser feito, a uma ação que deve ser tomada.

7 – Cartigat ridendo mores

Significando algo como “a moral se corrige sorrindo”, o lema pegou depois que foi usado pelo poeta Jean de Santeul, que queria mostrar quão útil era a escrita satírica para a mudança social. Ele acreditava que o melhor jeito de mudar as regras seria apontando quanto elas eram absurdas. Faz sentido, não é?

8 – Corvus oculum corvi non eruit

A frase é muito boa quando reparamos no comportamento de alguns políticos que, quando precisam, sorriem ao lado de outros políticos, mesmo quando ambos se detestam. A tradução seria algo como “um corvo não arranca o olho de outro corvo” e se refere ao comportamento solidário entre pessoas de grupos similares, ainda que seja apenas fingimento.

9 – Cui bono?

A expressão latina significa “quem se beneficia?” e é geralmente utilizada em processos legais, na tentativa de defender que aquele que ganha mais em uma situação criminosa é provavelmente o culpado.

10 – Ex nihilo nihil fit

Se você quer dizer para alguém que é preciso trabalho duro para ter bons resultados, o “ex nihilo nihil fit” serve bem. A tradução é simples e direta: “nada vem do nada”.

11 – Felix culpa

Essa expressão tem cunho religioso e era usada quando o sermão era a respeito de Adão e Eva. O significado é “culpa feliz” e representava um desastre que acabava de maneira surpreendente e com benefícios.

12 – Hannibal ad portas

Durante a guerra púnica, o comandante Hannibal ficou conhecido por promover ataques devastadores contra o Império Romano, e o “Hannibal ad portas” era comumente usado por pais que queriam assustar seus filhos e colocar ordem na casa. A expressão significa “Hannibal está nos portões”.

13 – Homo sum humani a me nihil alienum puto

A frase é originalmente de uma peça de teatro e significa “eu sou um ser humano, então nada humano é estranho para mim”. Depois de ser dita pela primeira vez, passou a ser usada como forma de respeito a culturas diferentes.

14 – Ignotum per ignotius

Sabe quando você não entende uma coisa e alguém dá uma explicação que deixa tudo ainda mais confuso? Nesse caso, você pode dizer “ignotum per ignotius”, que nada mais é do que “o desconhecido pelo mais desconhecido”.

15 – Vox nihili

A expressão cujo significado é “a voz de nada” era usada para descrever algo sem sentido ou, ainda, para apontar um erro textual, principalmente quando uma palavra era trocada por outra e distorcia o significado da mensagem.

Mega Curioso

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

* Ao enviar o comentário você aceita os termos de uso do site.